Paciência

Na escola me ensinaram aritmética, geometria e um monte de contas loucas que não apliquei na minha vida. Com o passar do tempo percebi que se tem uma disciplina que deveriam ter me ensinado se chama “paciência”.
Paciência deveria ser a nova matéria na sala de aula. Tão importante como a língua portuguesa ou como a história do Brasil. Só assim estaríamos preparando pessoas melhores.
O professor logo decide dar uma nota dez ao aluno que sabe a hora exata de responder e de se calar também, de respeitar quem está falando, de ser participativo e de desenvolver um olhar aguçado diante de tudo que o cerca.
 Paciência gera confiança, segurança e ajuda na tomada de decisão. Quem desenvolve a paciência logo aprende a se defender e a esperar. 
Tive que aprender e continuo aprendendo no meu cotidiano a importância de saber esperar, de trabalhar na minha mente a paciência com o outro, com o jeito de ser do outro e com as coisas que não consigo mudar sozinha. 
A vida diferente da escola ensina, às vezes, de maneira dura que sem paciência não avançamos, não evoluímos, não convivemos bem com as outras pessoas. 
Se na escola paciência não é uma disciplina, prepare-se para a escola da vida que ela vai te mostrar diariamente que sem paciência nada funciona.