NÃO COLOQUE O SEU DEDO SUJO NA MINHA FERIDA

Você não sabe do que eu já passei para chegar até aqui. Você não sabe dos sapos que engoli, das noites que não dormi e dos dramas que enfrentei.
Você não sabe o tamanho da minha dor, do meu medo e dos problemas que sozinha preciso resolver.
Você não sabe o quanto a responsabilidade é pesada e como organizar a vida é trabalhoso.
Você não sabe do que se passa na minha vida e eu não sei do que se passa na sua e eis o grande motivo para “JAMAIS” apontarmos o dedo para a ferida do outro fazendo pré-julgamentos precipitados ou condenando alguém ao crime que não cometeu.
Crescemos quando aceitamos o outro do jeito que ele é. Evoluímos quando abraçamos as imperfeições do outro, assim nos tornamos irmãos.