Levante-se e faça acontecer


Desde pequena o grande sonho de Maria era que seu pai lhe desse de presente um falcão, mas seu pai logo dizia: Maria, falcão não é para ser domesticado como um cachorrinho. Falcão é para ser livre.

O tempo passou. Maria cresceu. Nas férias ela visitava seu pai na fazenda como de costume.  Certo dia seu pai pediu que ela fosse colher frutas no pomar e para sua surpresa um falcão estava imponente e majestoso em um galho, tão próximo e acessível das suas mãos.
Ela ficou ali encantada pela exuberância do falcão. E, facilmente a lembrança do seu sonho surgiu em sua mente.
Todos os dias ela acordava e corria para ver se o falcão voltava. Mas ele estava sempre lá.
 Ele não mudava de galho, nem de arvore. O tempo foi passando e Maria comentou com o seu pai:
- Pai, o falcão não está voando mais. Estou preocupada. Não sei o que fazer. Eu coloquei uma vasilha com água para ele beber ou banhar, frutas e comida ao seu alcance. Eu fico olhando de longe e ele desce para comer e depois volta ao mesmo galho.
- Qual o motivo da sua preocupação? Ele está comendo, bebendo. O que quer mais?
- Ele não é um animal domesticado, pai. Eu acho que foi exatamente isso que o senhor tentou me dizer quando o meu único sonho era ter um falcão.
Na manhã seguinte Maria volta do pomar arrasada.
- Pai, o falcão não está mais no galho. Ele foi embora.
- É. Ele foi. Ontem eu decidi que a primeira coisa que eu faria hoje seria mostrar pra ele como é bom voar, ser livre e não se prender a esse galho.
- E como o senhor fez ele perceber isso?
- Eu cortei o galho. E logo que fiz isso ele fez um magnifico voo. Ele se deu conta que sabia voar.
- Mas pai eu já estava me apegando a ele.
- Minha filha, o galho é tudo que nos limita, é o jeitinho brasileiro
de conseguir o difícil sem burocracia ou esforço, aquela facilidade que nos impede de testar as nossas forças e capacidades.
Faça como o pai da Maria. Corte os galhos da acomodação e da limitação e, comece a voar.
Não deixe que a situação confortável ou a facilidade justifique você interromper a sua busca pessoal de descobrir quem você verdadeiramente é.