A Gratidão me conduz a vida que eu quero viver

Você já olhou para a sua casa hoje e agradeceu o fato dela ser sua? Eu olho com frequência para a minha casinha. Ela é tão cheia de amor que eu, às vezes, tenho dúvida se foi erguida com tijolos ou com afeto.

Eu sou grata a casa que eu moro que é tão cheia de lembranças de uma infância que não volta e de fases que já foram vivenciadas.

Eu olho para a minha casa e penso: Como é bom dormir e acordar aqui todos os dias, fazer cada refeição sentada na mesa da cozinha.

Eu sou tão grata por ter a chance de trabalhar em algo que eu gosto de fazer e de quebra eu sou paga por isso. Há tantos infelizes trabalhando por um salário apenas que eu sinto felizarda por me dedicar em algo que me dá prazer todos os dias.
Sou grata por todas as poucas pessoas que me apoiaram até aqui. Eu sei o nome, endereço e tenho o telefone de todas. Eu certamente sei a hora de dizer: O que eu posso fazer para retribuir o que um dia você fez por mim?
Como não ser grata a todas as pessoas que foram capazes de segurar a minha mão?
Eu sou grata a todas as pessoas que foram capazes de me mostrar uma luz no final do túnel. Eu sou imensamente grata por todas as vezes que alguém disse: Não vai dar certo e eu fui capaz de provar que estavam errados. Deu certo.
Se você me pegar falando sozinha, calma! Não estou ficando louca e nem preciso de uma camisa de força. Eu apenas tenho o hábito de falar sozinha ou talvez eu só esteja dialogando com os anjos. Eu gosto de falar sobre meus projetos e sonhos. E veja bem: Eu acho que eles andam escutando muito bem lá de cima.
Todos os dias necessito agradecer baixinho ou em voz alta: Grata pela água que lava o meu corpo e pela água que eu bebo, grata por enxergar o buraco da agulha e ver além do meu horizonte, grata por saber dizer sim quando o outro merece ouvir não, grata por me ensinar a fazer o bem, grata pelo ar que respiro, grata por abrir os olhos todos as manhãs e grata por sentir cada batimento do meu coração.
Um coração que ninguém conseguiu endurecer ou esfriar.
Sou completamente grata por poder prosear bebendo café e bolo todas as tardes com minha mãe. Sempre me dá a sensação de primeira e última vez. Por isso, repito todos os dias.
Sou feita de reflexões. Eu penso muito. Mas é preciso. Eu sempre viajo para um lugar que me dá a resposta que eu preciso e sempre eu volto melhor depois de uma reflexão.
Sou grata por poder expressar meus pensamentos. Eu até posso levar bem-estar para o outro, mas eu sou a primeira a me beneficiar do que escrevo. Sempre acreditei no poder transformador das boas palavras.
Eu sou grata, antes de tudo, a Deus que vem permitindo e possibilitando tantas coisas legais em minha vida.
Eu sou grata por ser quem eu sou. Não gostaria de ser mais e nem menos. Estou feliz com a vida que tenho, com o trabalho que realizo e com o que conquistei. Cada detalhe da minha história é tão especial que eu sinto orgulho e gratidão por não ter dado brecha para desistir.
Eu sou grata aos sonhos realizados e aqueles que quero realizar. Eu não posso parar. Ainda estou respirando, sinto as badaladas do meu coração indicando que preciso seguir a caminhada sem medo, sem culpa e sem exageros.

E ai você já agradeceu hoje?