Nossa Louca Paixão

(Fonte da Imagem: Google)

Estou deitada ao seu lado e ao pé do seu ouvido deixo bem claro o quanto estou satisfeita pela noite que passamos juntos. Não poderia começar o meu dia sem deixar bem claro que você é o meu companheiro, o homem que eu amo e o meu safado escolhido.

Entre carícias ousadas e gemidos uníssonos eu me derreto, me entrego e grito, se possível, para o mundo todo ouvir que você é meu não como posse, propriedade, mas como alguém que está ali no exato momento em que as batidas loucas do meu coração não param de acelerar por ti.
Eu confesso, não nego: Você é bom quando eu quero e malvado na medida que me satisfaz.

Eu nunca fui o tipo de apresentar alguém para a família, mas acho que eu me sentiria a vontade para deixar você conhecer a trupe louca. Mas até lá vem cá e vamos continuar nossa diversão.

Eu quero mais. Sei que quero. Mas eu sei que você precisa trabalhar e honrar seus compromissos. Eu também preciso levantar. Mas aqui aninhada em seus braços eu perco o chão, a hora e o emprego também.

O chefe pode brigar, questionar o atraso e exigir hora extra e eu nem vou questionar. Vou ser punida pelo patrão, mas vou ser amada por você. Quer saber? Eu aceito desde que você esteja esperando por mim com um café quentinho e aquela broa de milho da padaria que eu adoro.
(Fonte da Imagem: Pinterest)

Ao seu lado tenho trilhado um caminho de descobertas, de certezas e de muito aprendizado. Embora diferentes conseguimos gostar de coisas similares e isso nos aproxima.
Eu penso em você várias vezes ao dia, faço planos, desenho sonhos no meu imaginário em que você é o personagem principal.

Eu me pego sorrindo sozinha lembrando dos nossos momentos deliciosos juntos e percebo que nunca me senti assim por alguém.
Você me basta, cara!
Você me completa e eu não quero estar com mais ninguém.
Você me sacia e alimenta minha fome do corpo e da alma.

Não foi por acaso que eu conheci você. Foi apenas Deus unindo duas pessoas especiais demais para seguirem suas vidas sozinhas.

Vem aqui, amor.


Curta, compartilhe e siga o blog para acompanhar outras crônicas e textos de amor.